26 de abr de 2012

Meus 20 anos de boy...that's over, baby

Fico aqui tentando lembrar em que momento perdi o pânico de completar 30 anos. Quando completei meus 25 anos, todos comentavam da crise dos 30 e eu ficava preocupada, pois sabia que tudo aquilo que idealizei um dia, cairia sobre os meus ombros. O desespero chega quando nos damos conta de que não somos NADA do que um dia idealizamos, mas a calma toma conta quando descobrimos que estamos melhores do que fomos um dia.
Do ano passado pra cá, descobri o meu primeiro cabelo branco (finado, pois arranquei), minhas primeiras rugas (comprei meu primeiro renew, mas deu alergia) e descobri também que existem coisas, como as que citei, que independem da gente (não contei com plásticas, tintura e botox), mas o resto todinho está nas nossas mãos. Com isso me descobri mais segura e mais tranquila. Saber que nada é pra já, dá uma leveza absurda na vida e talvez até contribuam por suavizar o peso da idade, conforme os anos vão passando. (quero ler isso com 50).
Já não tenho mais o mesmo pique de 10 anos atrás e olha que levo uma vida saudável e pratico atividade física, mas a verdade é que nossa mente não tolera mais certas agressões desnecessárias com o nosso corpo. Pensando assim, chega uma hora que começamos a selecionar tudo, desde música à pessoas e isso, que antes pensava ser crueldade, hoje acho que faz parte da "qualidade de vida", uma constante em todas as atuais tomadas de decisão.
Passei meses dividida entre a vontade de fazer um festão pra comemorar a entrada pra gangue das balzacas e a opção de fazer um bolo, chamar 3 amigos e bater um papo. Queria muito confraternizar com todos, todos juntos, mas qual o momento da minha vida que reuni todos os amigos? Uma das coisas que aprendi também nesse tempinho, é que não se mistura pessoas. Todos a seu tempo, seu jeito. Será assim...cada dia um pouquinho pra um, um papo pra outro, uma vodka pra outro, afinal, como nada é pra já, me dá liberdade de prolongar cada coisinha, até o aniversário....Que a vida seja uma eterna comemoração, começando por agradecer a graça de estar viva. Muito Obrigada, meu Deus.

24 de abr de 2012

Já fez a sua lista hoje???

Eu nunca imaginei que depois de uns kgs perdidos, uma aparição no jornal e uma certeza absurda de que tudo vai dar certo pra todo mundo, eu seria tão procurada e que as pessoas botariam fé nas coisas que falo. Mamãe ficaria orgulhosa de mim ao ver que sou exemplo de algo que preste! rs
Acho que 90% das pessoas que me procuram são mulheres, acima dos 25, casadas e sem paciência/esperança/tempo/coragem de dar o pontapé inicial. Parece simples, né? É e não é.
Nunca fui fã de academia, muito menos de dieta..aliás, odeio essa palavra, só falo porque é comum, mas hoje chamo de CGM (Cozinha da Gororoba Maravilhosa -  Minha Broca Fit). Comecei a treinar por recomendações médicas (hérnia de disco), comer direito por precisar perder peso (aliviar o peso da lombar). Eu só tinha uma obrigação, minutos pra contar (rezava pra terminar meu treino) e um OBJETIVO PRA ALCANÇAR, que no caso era nunca mais entrar em crise e conseguir fazer todas as minhas atividades sem dor, mas depois foi mudando. A gente vai trocando, evoluindo de objetivos.
Ao longo desses 3 anos, vi que o grande segredo pra tudo na vida, é observar. Seja o mercado pra atuação profissional, o relacionamento, quando queremos aprender a lidar com o parceiro, seja pra aprendermos mais sobre nós mesmos, em tudo, mas o mais importante é ter paciência e saber que nada é pra já.
Assim como todas as minas que me procuram, eu também era impaciente e descrente, mas a partir do momento que comecei a me observar, tudo mudou. Observar requer cuidado, dedicação, parar tudo por segundos, minutos. É quando você abandona o mundo momentaneamente e dirige a sua atenção pra auma coisa só e aos poucos vamos criando uma relação gostosa..vira amor! hehe Não é assim com os parceiros? É assim conosco.
Essa nossa impaciência nos faz recorrer ao milagroso, prático ou rápido que, na verdade, só serve pra nos frustrar cada vez mais. Me formei no que não queria, casei querendo sair de casa e no desespero pra querer emagrecer, testei várias coisas como chá 400 mil ervas; chá branco, preto, amarelo, arco-iris;  sibutramina, fórmulas de endócrinos (a gente nunca sabe o que tem nelas - UM PERIGO), xenical (e quase andei com fralda geriátrica - PASSEI VERGONHA) e quer saber, engordava quase o dobro depois, ficava retida, pesada, meu estômago viva ferrado, meu intestino quase não existia e eu não sabia pra onde correr, afinal, eu estava fazendo "tudo o que tinha pra ser feito" e não estava tendo RESULTADOS.
A partir do momento que você parar tudo um minutinho por dia e passar a se observar, você volta a se conhecer, se amar e querer cuidar. Não digo pra ficar PELADA meia hora na frente do espelho porque é capaz de você sair deprimida e querer morrer (digo por mim, no início), mas analise como está a vida, o que faz bem e o que faz mal. Faça uma relação e observe o que precisa de mais atenção, o que precisa ser abandonado... Tudo na vida é hábito e às vezes o que nos enfraquece está ao nosso lado. Sejam situações, sejam companhias, seja o seu mau comportamento, mas toda hora, é hora de mudar e começar ou recomeçar ;)
Você já fez a sua lista??? Aposto que ao passar tudo pro papel, você terá uma grande surpresa. Observe quantas coisa consumimos sem necessidade, quanto tempo perdido e quantas pessoas que não fazem diferença alguma. Eu sempre falo de pessoas, pois aprendi que devemos GRUDAR em quem nos soma e querer distância de quem nos atravanca o caminho. Não temos noção disso quando deixamos a vida escorregar entre os dedos, mas não tem aquela história de que o futuro está nas nossas mãos? Pegue seus dias e objetivos, observe e agarre com toda força, você verá que será tudo diferente e que aquele RESULTADO sempre esteve na sua frente, encoberto por tudo aquilo que só tapava a sua visão e atravancava o seu caminho.

4 de abr de 2012

Parando de fumar - GUERRA FINAL


Depois de um tempo, percebi que não adianta querer parar de fumar e tentar levar a vida que sempre levou, pois é capaz de fracassarmos antes mesmo que termine o dia. Foi então que fiz do meu quarto o meu refúgio e tomei algumas atitudes para me prevenir de qualquer chance de auto-sabotagem (assim viciei na pipoca noturna :P ).

Pra me ajudar durante as 4 primeiras semanas, comprei adesivos de nicotina (2 caixas do adesivo fase 1 para as 2 primeiras semanas. 1 caixa do fase 2, para a 3º semana e por último, uma caixa do fase 3, para a 4º semana) , e usei um por dia. Não pensem que esse adesivo fará um milagre e que você agirá como se nem soubesse o que é cigarro, pois ISSO NÃO VAI ACONTECER. Os adesivos são importantes para você aprender a lidar primeiro com a dependência psicológica (nosso cérebro é um fanfarrão) e depois passando de fase, você vai se livrando da dependência química. E ao aplicar, eles coçam mais que cachorro pirento, mas passa rapidinho.

Mesmo usando adesivos de nicotina, passei dias e dias em dormir e sem ir ao banheiro. Contei horas, vi amanhecer, fui trabalhar zumbi, inchada e mesmo tomando leite morno, chá de camomila extra forte; usando hidratante com fragrância relaxante; lendo livros pra dar sono; meditando; imaginando o Stênio Garcia pelado...nada adiantou, não conseguia dormir. O sono voltou a aparecer lá pela 2º semana (dormindo mal, mas já dormia) e o intestino voltou na base (do beijo?) na base do laxante (Tamarine. É natural). Chorei muito quase toda noite, pois não acreditava que estava passando tudo aquilo por uma coisa tão pequena como um cigarro. Pense naquele humor de animador de excursão só que ao contrário.
Se eu pensei em desistir? NÃO. Eu só me perguntava quanto tempo duraria.. olhava pro céu e perguntava “Meu Deus, quanto tempo falta? (não aguento mais essa olheira, mas a pele já tá ficando uma belezura e obrigada por isso) Eu sei que tô passando tudo isso por culpa minha, mas me diga se falta muito..” e assim, vencia mais um dia. Eu sei que a partir do momento em que eu acendesse um cigarro, todo aquele sofrimento teria fim, mas era injusto ter passado por tudo aquilo e jogar fora por 2 minutos de satisfação e falsa solução.

Durante essas 4 semanas iniciais, excluí qualquer possibilidade de saídas noturnas, seja sushi, restaurante qualquer, mas principalmente bares (cabô sedução noturna ~apagar~) e Infelizmente você terá que se afastar dos amigos fumantes, INFELIZMENTE, mas é por um tempo. Nesse período, simplesmente NÃO SAÍ, fiquei em casa vendo filme (me auto-flagelando ~apagar~). A noite é muito fantasiosa e mostra uma falsa realidade, pois todo mundo é amigo, bonito, bebe, fuma, é aceito e feliz ...mas a gente sabe que o dia (que dura muito mais que a noite), não é assim. Compare uma lanchonete durante o dia com um bar durante a noite. Qual o lugar com maior probabilidade de encontrar pessoas fumando? NÃO VÁ. É por pouco tempo.. Fique longe de bebidas alcoólicas, pois a gente sabe que chama cigarro (já fumei quase 3 carteiras numa noite). Caso tenha que ir a um aniversário e vc tenha a síndrome de Playmobil como eu, pegue um copo longo, encha de gelo e coloque água pela metade. Pronto, você tem uma dose de VODKA FAKE, afinal, ninguém vai descobrir que é água. Vá tomando aos golinhos como se fosse vodka mesmo. Isso também ajuda na agonia de ter algo nas mãos e te segura caso queira beber e fumar. MELHOR, deixe pra fazer isso depois que estiver seguro pra sair pra qualquer lugar que possa encontrar pessoas fumando, antes disso, SIMPLESMENTE NÃO SAIA. Voltei a sair depois de 2 meses e ainda me deu agonia, mas consegui sair ilesa com A TÉCNICA DA VODKA FAKE e ninguém me encheu o saco. Não sei porque as pessoas tem uma extrema preocupação de você não estar bebendo, como se a bebida mostrasse que você está se divertindo. Esse período foi tão importante que mostrou como é bacana e como consigo me divertir sem bebida alcoólica e o quanto é feio ficar bêbado. Quando voltarem a beber, fiquem somente “ALEGRES”, depois beba água. ÁGUA SEMPRE. VODKA FAKE sempre. ;)
Vocês vão falar.. então quer dizer que eu não vou conseguir dormir, ir ao banheiro, nem vou poder sair, tomar minha cervejinha final de semana, além de evitar todos os meus amigos fumantes? ISSO. Invente que você está sem dinheiro ou que está doente, pois não precisa explicar pra todo mundo que você está tentando parar de fumar e bla, bla, bla ...isso não interessa pra ninguém e É CHATO pros outros. Provavelmente eles não entederão e ainda vão tirar uma com a sua cara. NÃO CONTE A NINGUÉM. Se perguntarem porque você não está fumando, diga que fumou muito ontem e tá dando o tempo de umas horinhas pra fumar outro cigarro ;)
Como eu disse, tudo o que você vai passar é momentâneo. Minhas crises duraram duas semanas, depois disso ficou fácil demais administrar, tanto, que eu até desconfiava de um rebote do meu cérebro, mas não veio.
Lembre que a vontade vem, mas passa (é clássico e verdadeiro). Essa vontade não vai desaparecer, NUNCA. Você se lembrará que fumou pro resto da sua vida e por vezes, sentirá o gosto do cigarro na boca (como sinto agora escrevendo esse texto). Nosso cérebro é uma arma poderosa que pode nos destruir, mas tem o poder de nos dar forças também. FOQUEM NO LADO POSITIVO. Nossa vida é um eterno jogo de positivo e negativo, uma eterna escolha e tentem sempre pesar tudo antes de escolher. O que vale a pena??? Quando você vai trocar de trabalho, você avalia salário, local, satisfação...então AVALIE tudo na vida e só faça o que realmente valer a pena. Um salário bom, não compensa um ambiente ruim, onde você estará insatisfeito, se sentindo mal. Assim como não vale a pena diminuir o seu tempo de vida, tragar problemas de saúde a longo prazo em troca de MINUTOS de prazer fumando. Prazer você pode sentir de várias outras formas (sexo, videogame, taças de vinho, pôr-do-sol, sonhar com modelos da calvin klein ~apagar~), uma delas, por exemplo, é escrever esse texto. Se dê a chance de saborear novas coisas. Novas paixões (descobri a bike e a torta alemã), novos sabores, novos sentimentos, uma nova vida. Espero que a sua vida comece agora, assim como a minha começa a cada dia que levanto. Não esqueça que tudo se dá com o primeiro passo e que a melhor hora de começar alguma coisa É AGORA. O que vamos começar de novo hoje? Adoro novidades. ;)

p.s: AMANHÃ TEM RECEITA!!!

3 de abr de 2012

Parando de fumar - PARTE 1

Fiquei imensamente feliz ao saber que meu texto sobre o cigarro tocou algumas pessoas, que fez os fumantes pensarem um pouco diferente (tive uma prova disso), fez os não-fumantes compreenderem um pouco mais sobre a cabeça de um dependente para assim tentar ajudar. Sei que agora, alguns esperam o meu texto sobre as técnicas pra parar de fumar, fico até com medo de não atender as expectativas de vocês, mas queria que soubessem que posso dar milhões de dicas aqui, mas só vocês saberão como proceder, só vocês saberão o momento exato de dizer: “É AGORA” e só vocês se conhecem tão bem a ponto saber os seus pontos fortes e onde precisam de maior atenção, então eu digo, VIGIEM esses pontos fracos, FOQUEM NELES. Não sei qual a religião de vocês, mas afirmo que por mais que sejamos ligados à Deus, às vezes precisamos passar por algumas provações na vida, que não estamos livres de dificuldades, mas tudo compensa. Acredito que essas dificuldades servem pra nos preparar para algo muito bom que nos espera e com toda a certeza, só sabemos dar valor ao que conquistamos com muito suor, portanto, não pensem que será fácil, pois não será, mas afirmo que tudo o que passarão, será momentâneo, não horas, SERÃO DIAS E DIAS, mas depois PASSA. A vida que eu levo hoje é de uma pessoa que nunca fumou (tirando o fôlego que ainda estou reconquistando), logo o cigarro não era tão necessário assim.
Mesmo decidindo parar de fumar, ainda faltava algo onde eu pudesse me segurar, foi quando numa troca de mensagens pelo twitter, uma querida chamada Dani Cascaes me falou algo interessante: “Paula, pense que o cigarro é como uma relação doentia. Aquele tipo de relação que apesar de você gostar, só te faz mal e não serve mais pra você..”. Isso me deu um empurrão, pois quando as relações terminam, o que fazemos?? Nos acabamos por dentro, mas não procuramos, não cedemos. Terminou e assim será daqui pra frente. Sempre sofremos durante um tempo, mas depois vivemos como se nada tivesse acontecido. Espero que vocês também dêem um ponto final nesse relacionamento um dia. Se precisarem, eu empresto a frase que usei pra me amparar. ;)
Tracem metas semanais, pois o fato de pensar “eu vou parar pra sempre” dá um desespero enorme, faz você tremer na base e colocando prazos curtos, é muito mais animador e fácil de conquistar. Engane o seu cérebro. Em vez de pensar "nossa, são 7 dias! 1,2,3,4,5,6,7.", PENSE: RUMO À PRIMEIRA SEMANA. 1 semana parece menor que 7 DIAS. \õ/ (Usei a mesma tática pra emagrecer..primeiro 2kg, depois mais um... se pensasse no total, desistiria na hora).
Aquela velha historia de substituir o cigarro por uma balinha, é papo furado, mas ajudou muita gente. Só digo pra não descontarem na comida, pois a coitada nada tem de substâncias que se assemelhem ao tanto de porcaria contidas num cigarro. Muita gente fala que quando ocupa a boca com comida, não pensa no cigarro, mas NINGUÉM AQUI QUER ESQUECER, pelo contrário, TENHA CONSCIÊNCIA. Parece masoquismo, mas você precisa ter consciência de seus atos, todos, até os mais dolorosos, pra não se deixar levar por um momento de distração ou desespero. Nesses momentos só damos cabeçadas, já repararam? Em tudo na vida. E não se preocupem. Por enquanto, só pensem muito no assunto, sem a OBRIGAÇÃO de parar. Todo fumante é descontente com alguma coisa relacionada ao cigarro, mas NUNCA ADMITE pros outros, pra não terem o que criticar, mas essa conversa que você terá agora é consigo mesmo. SEJA VERDADEIRO COM VOCÊ, não se engane, não precisa. Muitas vezes nos enganamos, nos maltratamos muito. Acho que já bastam as coisas que acontecem contra a nossa vontade e mesmo assim temos que enfrentar. Faça as pazes com você, seja sincero, enfrente seus monstros, organize a casa, dê o primeiro passo e se delicie com as novidades. É difícil e trabalhoso, mas ninguém consegue nada do dia pra noite. Você verá que esse é o ponto de partida pra uma fantástica mudança de consciência e que a partir daí, você conseguirá tudo nessa vida. Esteja aberto às mudanças, às novidades. Vejo a conquista como esse visual da foto. Pelo medo de altura, quase não subo essa serra, mas tive curiosidade de saber o que havia lá e olha com o que FUI PRESENTEADA!!! Não deixem de fazer as coisas por algo que vocês nem sofreram ainda e que nem sabem se vão passar ou não. Mirem no resultado, estipulem pequenas metas e deliciem-se com as descobertas ao longo do caminho. Guardem todas e lembrem que os momentos ruins são temporários, sempre, mas podemos dar um jeitinho de passar por eles da melhor forma possível e, é isso que vou falar mais pra frente, mas antes de tudo, pensem no que conversamos hoje. ;)